Agricultura sustentável

Capacitar os agricultores familiares para que administrem os recursos naturais, estimulando-os a gerenciar os agroecossistemas tendo em vista a sustentabilidade ambiental e econômica, a soberania alimentar e a conservação da biodiversidade.

UGT - UNIÃO G. DOS TRABALHADORES janeiro 10, 2019 at 9:58 am
R$0
Pledged of R$4,860,000 goal
0
Backers
  • Description
  • Comments
  • Backers

“Na natureza não existe essa concorrência fria. Todas as relações são baseadas na cooperação e no amor incondicional, sempre voltadas para o cumprimento de um papel.”- Ernst Götsch

Nosso projeto se concentra na agricultura sustentável porque respeita o meio ambiente, é socialmente justo e economicamente viável. Nas últimas décadas, a agricultura familiar avançou, atualmente responsável por mais de 70% dos alimentos produzidos e consumidos no Brasil. É o setor que promove relações mais harmoniosas entre o homem e a natureza, produz diversas culturas alimentares e combina o desenvolvimento agrícola com o respeito pela natureza, pelas culturas locais e pela biodiversidade.

Os sistemas agroflorestais têm sido tradicionalmente utilizados pelos agricultores familiares, servindo como um complemento alimentar e econômico. As práticas agroflorestais diminuem ou revertem a degradação do solo, aumentam sua fertilidade, capturam carbono e garantem a subsistência, proporcionando benefícios ecológicos e econômicos. Portanto, do ponto de vista ambiental, eles contribuem simultaneamente para:

  • Uma renovação contínua da fertilidade das terras cultivadas com base em ciclos intensos de produção e retorno de biomassa para o solo, o qual é um aspecto significativo inclusive em regiões sujeitas a processos de desertificação;

_________________________________________________________________________________________________

  • Conservação e enriquecimento da agrobiodiversidade, através da adoção de uma gama diversificada de práticas que valorizam as funções econômicas e ecológicas dos recursos genéticos locais – linhagens e espécies nativas, revegetação com espécies polivalentes etc.;

_________________________________________________________________________________________________

  • O não uso total de agroquímicos e outros contaminantes.

_________________________________________________________________________________________________

Tomadas em conjunto com as opções econômicas que a família possui, essas práticas de gerenciamento ambiental oferecem maior resiliência ao agroecossistema, o que é um fato já comprovado inclusive em períodos prolongados de seca. Além disso, esse padrão de gerenciamento do cenário agrícola baseado em ciclos biogeoquímicos ativados pela fotossíntese contribui para a redução das emissões de gases de efeito estufa. Portanto, tais resultados demonstram a possibilidade de reconciliar práticas de intensificação agrícola com estratégias de mitigação e adaptação às mudanças climáticas.

Objetivo Geral: Capacitar os agricultores familiares para administrar os recursos naturais, estimulando-os a manejar os agroecossistemas tendo em vista a sustentabilidade ambiental e econômica, a soberania alimentar e a conservação da biodiversidade.

Resultados esperados:

– Criação de uma feira de troca de sementes;

– Melhoria no gerenciamento saudável de colheitas e estoques;

– Introdução e incorporação de novas atividades para complementar a renda e a alimentação das famílias;

– Construção e incorporação de práticas de gerenciamento que assegurem o uso sustentável dos recursos naturais;

– Coordenação de vendas entre agricultores;

– Suporte para mercados agroecológicos;

– Estabelecimento de redes com outras organizações;

– Introdução de novas tecnologias.

A reconciliação da humanidade com a natureza requer conhecimento de técnicas que copiam a natureza, sem o uso de agrotóxicos ou fertilizantes, e podem atuar como freios nas mudanças climáticas, reabilitar ecossistemas e acabar com a fome no mundo todo. Um outro mundo será possível quando a escassez de água, os riscos climáticos e a pobreza não forem mais problemas, e a produção de alimentos se tornar um processo benéfico para a natureza e para as pessoas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *